Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2012

DÚVIDAS

Eu ligo as lâmpadas,   ela desliga;   eu abro as portas e as janelas,   ela corre fechá-las;  eu quero que o sol entre e ilumine tudo,  ela detesta pó e diz que a poluição está grande. 
Durante trinta dias  não liguei a luz,  não abri as portas, nem as janelas. 
 Porque choveu muito,   quase não teve sol,   nesta minha cidade cinzenta. 
 Num final de tarde cheguei e abri a porta.   Surpresa:  cheiro de bolor e ar viciado. 
 O talão de luz por debaixo da porta   acusava consumo mínimo. 
 Agora estou numa situação difícil:  não sei se chupo cana ou se assobio,  se acendo as luzes e pago a conta,  ou me acostumo com o cheiro e economizo...

TEMPO DE PASSEIO

Imagem
No feriadão de Sete de Setembro estive realizando uma coisa que nunca havia feito: participar de uma excursão, que teve uma programação muito animada e interessante.

Viajamos com a empresa de Turismo "Korestur", aqui de Curitiba. Ônibus leito, atendimento de primeira, participantes animados e um clima de companheirismo invejável.

Nossa base foi em Taubaté-SP, no Hotel Baobá. Dali saímos para visitar: o Sítio do Pica-Pau Amarelo; o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida; a Igreja de Frei Galvão, em Guaratinguetá. Fomos também a Campos do Jordão e, terminamos o passeio em Holambra, a Capital das Flores.

 Hotel Baobá - Taubaté


O atendimento da Korestur foi excelente. Ônibus novo e limpo, serviço de bordo, histórias e piadas contadas ao logo da viagem pela Marília, distraiam os viajantes tornando o passeio alegre.

Curitiba até Taubaté consome 10 horas de viagem. O ônibus não ultrapassa 80 quilômetros por hora, o que significa uma segurança muito grande. Motoristas ate…

TRANSPORTE URBANO

Imagem
Ônibus ligeirão

Hoje resolvi ir ao trabalho utilizando o ônibus. Curitiba tornou-se conhecida e famosa nacionalmente por causa do sistema de transporte urbano que implantou.

Estou quase convicto que ir todos os dias de carro até o local onde trabalho não será uma tarefa fácil. Por isso resolvi fazer um teste.
São doze quilômetros, que normalmente gasto uma hora para percorrer. Depende do horário, às vezes cai para quarenta e cinco minutos, mas chega a demorar uma hora e vinte. Os nervos quase não suportam uma situação dessas.
Dificilmente se encontra motorista normal e calmo no trajeto. Todos loucos para chegar vão buzinando, xingando, fazendo ultrapassagens arriscadas, passando no vermelho.

Pois no ônibus com o qual me dirigia para o trabalho tive a sorte de encontrar um banco e me sentei confortavelmente. Não demorou muito, os corredores estavam cheios. Um empurra empurra sem fim.

Quando o sinal fechou, aproximou-se outro coletivo que parou muito  perto. Não ficou mais que vinte cent…