Postagens

Mostrando postagens de 2012

NÃO AOS DESPACHOS MALFEITOS

Os costumes vão sendo introduzidos aos poucos. Indiferentes à existência de leis e normas, determinados comportamentos simplesmente ignoram as normatizações existentes e fazem o que melhor lhes apraz.

Refiro-me ao que está sendo praticado pelos (as) donos (as) de “cães de estimação”. Lógico que não são todos, mas grande maioria leva seus “cãezinhos” defecar nas gramas das praças, pelas calçadas e lugares públicos e deixam ali os escrementos a espera de um transeunte descuidado, ou que o tempo cuide deles. Essa situação encontrei muito mais grave e com cultura já arraigada, numa cidade da Europa, dona de uma antiga civilização. Madri é famosa pelas “mierdas de los peros”. Ao passear pelas calçadas precisamos andar olhando para o chão a fim de não sermos surprendidos. Um crime que se pratica, pois se não houvesse a necessidade desse cuidado, poderíamos ficar admirando as belezas da arquitetura madrilenha. O que está acontecendo aqui, pode se tornar muito mais grave. As fezes cani…

AS PREFERÊNCIAS ESTÃO MUDANDO

Os jornais de hoje noticiam a realização de uma pesquisa que buscou saber qual era a maior paixão nacional. Informam que foram ouvidos 1,9 mil pessoas no Brasil todo. O resultado é curioso: 1º lugar: futebol, com 82%; 2º lugar: cerveja, com 36%; 3º lugar: mulher, com 33%; 4º lugar: carnaval, com 30%; 5º lugar: churrasco, com 19º. Depois, na sequência, vem praia, cachaça, carro, seleção brasileira, família, televisão, amigos e samba. Sem querer interferir - cada um tem o prazer e o gosto que quer - a escala dos valores e preferências parecem que estão se alterando. Uma alteração no mínimo duvidosa e sem muito gosto. A cabeça virou uma bola, redonda e fria. Prefiro os perfis sinuosos e ocultos.

FILOSOFANDO

O Estado é um elefante, um paquiderme, um jacaré centenário. Nem se sabe quanto pesa, e demora uma infinidade para se movimentar. E é assim, foi assim e dificilmente terá mudanças. As mudanças que poderão vir serão para complicar e demorar mais as coisas. É necessário burocratizar mais, eliminar os possíveis pontos vulneráreis, para evitar a corrupção. Essa é a ideia. Por essa razão, as soluções serão cada vez mais demoradas. Dos lançamentos das obras até seus inícios haverá tempos intermináveis  e muito mais tempo para se chegar às suas conclusões.  Já se pensou na desburocratização. Criou-se até um Ministério, mas, infelizmente,  a ganância instalada   obriga o "arrocho".

MUDANÇAS

A presidente Dilma está na Europa, passou por Paris e agora encontra-se em Moscou. O Vice, Michel Temer, assumiu, mas como compromissos o esperavam em Portugal, também passou as funções ao Presidente da Camara dos Deputados, Marco Maia. Este, que já havia programado viagem ao Panamá, chamou o Presidente do Senado para tomar conta do bastão. E, 22 anos depois, sabem quem é o nosso novo Presidente? Um velho conhecido: José Sarney que assumiu e fica até domingo no cargo.

SAÍDA PELA DIREITA

Aconteceu o que se previa. De maneira astuciosa e inteligente, com um pequeno impacto inicial, Rossoni manifesta-se contrário ao Fundo de Aposentadoria dos Deputados. Apesar dos insistentes pedidos, não concorda com a homologação e mantem arquivado um assunto já aprovado em sessão plenária da Assembléia. Agora vem à tona a saída salomônica. Os deputados vão à justiça e, com certeza, ganharão a causa. Rossoni livra-se das pressões e dos embrólios, acata o pedido judicial e pronto. Resolvido o problema. A aposentadoria especial será concedida com um repasse mensal garantido de 17 mil mensais para aqueles que tiverem 20 anos de casa e 5 anos de contribuição.

OS PROBLEMAS DO ROSSONI

E agora, Rossoni...!?
O ano por findar e dois grandes abacaxis para serem descascados:
a) - a aposentadoria dos deputados aos 20 anos de serviço;
b) - a aprovação do anteprojeto do Tribunal de Justiça que solicita aumentos de 1.125% nas custas judiciárias e extrajudiciais, além da criação de mais 25 vagas para Desembargadores e 115 de Assessores.
Sobre a aposentadoria depois de 20 anos de serviço como Deputado da Assembléia Legislativa, comentários existem de que foi um dos compromissos assumidos pelo então Rossoni candidato à reeleição.
Sabendo da resistência popular ao pedido, o Presidente vem tomando atitudes cautelosas, evitando pronunciamentos na impressa e dizendo que aguarda um parecer da Assessoria Jurídica. Se o pedido dos Deputados for atendido, cada um receberá, depois de aposentado, algo em torno de 17 mil reais mensais e o Fundo de Aposentadoria terá que receber, de imediato, o valor de 50 milhões para iniciar um lastro, dinheiro que sairá dos cofres públicos. Uma c…

IMPASSE

O Presidente da Câmara dos Deputados Federal, Marco Maia, deu uma declaração no mínimo preocupante, para não dizer infeliz: disse que não acatará a decisão do Supremo Tribunal Federal se este condenar os Deputados envolvidos no esquema do mensalão, caçando seus mandatos.

O Presidente alega que caçar mandato de Deputado é competência da Câmara, não do Supremo.


Acontece que os Deputados sujeitos a perderem seus mandatos foram condenados com sentenças de prisão e também obrigados a devolver o dinheiro desviado. São réus julgados e irão para a cadeia porque praticaram irregularidades. Não há como entender que um preso continue sendo Deputado.

A Câmara reunida teria competência para proceder esse julgamento? Há legalidade no voto de um Deputado condenado votando sua própria caçassão? Parece que não.

Por outro lado, não acatar uma decisão do  Superior Tribunal Federal implicaria num desrespeito às leis maiores. Seria um mau exemplo que poderia ser seguido por todos os brasileiros (to…

ATÉ QUE ENFIM

Estou precisando de bermuda, quero vestir uma regata calçar uns chinelos de dedo sentir o calor buscar o sol encontrar-me com a areia e nadar em águas salgadas. Agora chega... quero desligar o computador, dar férias à internet silenciar meu celular e pedir um tempo aos meus amigos. Tem uma ilha bem a minha frente, que me convida para entrar fazendo-me mil promessas, sem dizer uma só palavra. Preciso de uma bermuda, quero vestir uma regata, deitar-me numa rede calçar uns chinelos de dedo e sentir sede, sabendo que me vou saciar. Alô, Campeche...!

O VIADUTO DO CAPANEMA

Quase todos os dias sinto as vibrações do Viaduto do Capanema. Quem não conhece o Viaduto do Capanema! Com certeza, um dos primeiros projetos arquitetônicos viários arrojados da Capital. Foi passando por ele o caminho mais curto e rápido que encontrei para chegar ao meu trabalho. Dificilmente consigo me livrar desses balanços, durante uns dez minutos diários, tempo que permaneço ali, na interminável fila raivosa que se tornou permanente, nesta época cheia de veículos a entupirem as ruas da cidade. Carros de todos os tipos enfileram-se e vão parando e andando e andando e parando. Haja embreagem,... freio e paciência...! Logo nos primeiros dias, percebi que o viaduto vibrava. Cheguei a me assustar achando que meu coração pulsava diferente, sempre que passava ali. Constatei que não era ele, ao observar um ponto fixo e perceber as bordas daquela ponte balançando. E como balança esse viaduto! Aprendi também que ele precisa vibrar para suportar todos os percalsos. É uma lei da física, dis…

MAIS AUMENTOS

Eu “me havia prometido” que não falaria mais sobre questões do Judiciário Paranaense. Estou quase convencido de que falar ou não falar pouco importa e também não vou resolver nada. Eles fazem o que querem e ninguém se manifesta em contrário. Pois bem, vendo o aumento que “estão se dando” nas custas judiciais e extrajudiciais de até 1.125% aprovado em sessão fechada no gabinete do Presidente do TJ - isso que ainda foi diminuido porque a primeira proposta era de 2.350% - qualquer pessoa de sã consciência precisa se manifestar. Alegam defasagem, afirmando que o último aumento que se deram foi em 2010 e ficou em 34%. Vejam: Um reconhecimento de firma de pessoa jurídica, que hoje custa R$ 3.06, ficará em R$ 37,50, se o projeto passar. Após a decisão desse aumento, praticaram outra coisa estranha: criaram 115 cargos de assessor e 25 de desembargador. Isso gerará um aumento de 20 milhões na folha de pagamento. Justificam a atitude com base nos números do Tribunal de Justiça do Rio Gr…

PERDENDO A PACIÊNCIA

Perdoam-me, mas isso que a concessionária administradora da BR. 376 e a BR 101 - a primeira no Paraná a segunda em Santa Catarina -, está fazendo, é um atentado à paciência e ao raciocínio humano.

Vem programando recuperação de pontes ao longo do trajeto e está provocando filas imensas. Ontem (02/12/2012), havia um congestionamento de uns vinte quilômetros, provocado pela recuperação de duas pontes entre Joinville e Garuva. Já nem sei há quanto tempo recupera uma próxima do pedágio de Garuva e sua conclusão parece não ter fim. Levou bem uns cinco meses para recuperar outra, localizada na Repressa da Vossoroca.
Um absurdo: pagamos pedágio e permanecemos cerca de duas, três horas sempre que nos aventuramos a enfrentar essa estrada! O Ministério dos Transportes, ao ceder uma concessão, deveria estipular, numa das cláusulas do contrato, que não será permitido interromper o fluxo de uma pista duplicada, tornando-o pista única, salvo em casos de acidente.
É isso o que está acontecendo…

UM LIVRO DIFERENTE

Acabo de ler o livro “O Império é Você”, do escritor espanhol Javier Moro, da Editora Planeta do Brasil. É uma obra literária que atingiu repercussão no Brasil, principalmente quando do seu lançamento. Quase um “bestseller”. Mas, para diminuir a tensão que se criou na época do lançamento, o próprio escritor explicou que se tratava de um romance, uma obra quase de ficção baseada num fato histórico. O personagem central é Dom Pedro I, suas peripécias e amores desregrados. Narrado sob um prisma totalmente diferente do que estávamos habituados a ver: “o lado espanhol de contar passagens da história de Portugal e do Brasil”. Estávamos acostumados a ver Dom Pedro como um Príncipe, Rei e Imperador quase perfeito nos livros de história dos bancos escolares. A visão transmitida em o “Império é Você” foge muito disso. Aparece como um soberano de carne e osso. Cheio de defeitos. Destemperado e agressivo. Corajoso e sem controle, quando o assunto era mulheres. Chega a ser cômico. Durante a …

JÉRÔME VALCKE ESTAVA CERTO

Quando Jérôme Valcke - homem forte da FIFA - disse que o Brasil merecia “um chute no traseiro” para acelerar as obras da Copa/2014, ocorreu uma revolta nacional de patriotismo e verborragia. Chegaram a proibir sua entrada no País. Exigiram uma retratação que pudesse abrandar ou explicar tais declarações. Todos sabem que - no desenrolar dos acontecimentos e para não complicar o relacionamento - o homem abrandou suas palavras e as pazes foram refeitas. Jérôme continuou vindo ao Brasil para sua tarefa de inspeção dos estádios. Teve reatada as ligações com as autoridades brasileiras e chegou a elogiar o tratamento hospitalar que recebeu, quando, acometido de uma crise renal, permaneceu internado num hospital do Rio de Janeiro. Mas - queira ou não - o episódio e as declarações do Secretário Geral da FIFA refletem uma realidade brasileira: somos obrigados a admitir que as coisas só andam, na maioria das vezes, quando aparecem os escândalos. Posterior às palavras de Jérôme, vieram …

A LISTA

Veja a lista de senadores que vão pagar a dívida com a Receita: - O Senado pagou 5 milhões à Receita Federal, referente a     débitos sobre o 14º e 15º salários,  de 119 senadores. - 46 senadores decidiram pagar e estão relacionados abaixo:
Aécio Neves (PSDB-MG)
Alfredo Nascimento (PR-AM)
Aloizio Mercadante (PT-SP)
Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP)
Álvaro Dias (PSDB-PR)
Ana Amélia Lemos (PP-RS)
Ana Rita (PT-ES)
Armando Monteiro (PTB-PE)
Blairo Maggi (PR-MT)
Casildo Maldaner (PMDB-SC)
Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)
Cícero Lucena (PSDB-PB)
Clésio Andrade (PMDB-MG)
Cyro Miranda (PSDB-GO)
Edison Lobão (PMDB-MA)
Eduardo Braga (PMDB-AM)
Eduardo Suplicy (PT-SP)
Eunício Oliveira (PMDB-CE)
Flexa Ribeiro (PSDB-PA)
Gim Argello (PTB-DF)
Gleisi Hoffmann (PT-PR)
Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE)
João Tenório (ex-senador)
José Agripino (DEM-RN)
José Pimentel (PT-CE)
José Sarney (PMDB-AP)
Kátia Abreu (PSD-TO)
Lindbergh Farias (PT-RJ)
Luiz Henrique da Silveira (PMDB-SC)
Marco Antonio Costa (PSD-TO)
Marco Maciel (ex-senador)
Marina Silva (PV-…

O RETORNO DO FURACÃO

O Atlético Paranaense retornou à primeira divisão do futebol brasileiro, logo ao final do primeiro ano de disputas na segunda. No início da campanha parecia que não teria forças suficientes para ganhar dos adversários que tinha que enfrentar. Estranhou, porque o futebol praticado na segunda divisão é muito diferente do que se pratica na primeira. Foi necessário uma adaptação de estilo, um trabalho psicológico entre os jogadores para que assumissem o “status” de estarem na segunda linha e a prática de um futebol mais aguerrido e menos técnico. Só deslanchou na segunda fase e conseguiu assegurar a volta com muita dificuldade. Todos achavam que o Paraná Clube entregaria o jogo de mão beijada, sem oferecer qualquer resistência. Não foi o que aconteceu durante os 90 minutos. O Paraná colocou a torcida atleticana, dirigentes e jogadores em polvorosa, sentindo uma derrota eminente. Como “coxa branca” que sou, acho que o retorno atleticano foi bom para o futebol paranaense. As coisas só and…

DADOS INTERESSANTES

O PCC – Primeiro Comando da Capital - segundo dados divulgados na Gazeta do Povo - movimenta 72 milhões de reais anuais com o comércio de drogas. Possui 5 mil integrantes fora de São Paulo, onde começou. É considerado a maior “organização criminosa do Brasil” e vive um período de expansão. Está representado em 21 estados brasileiros e tem representantes também no Paraguai e na Bolívia. São 13 mil integrantes, sendo 6 mil no estado de São Paulo, pagando mensalidades. Nem todos são presos: 2 mil estão nas ruas de São Paulo e outros 5 mil nos outros estados. Os dois estados onde o aumento de participantes é maior são Bahia e Minas Gerais, com 56 e 90 “batismos”. O PCC é considerado o principal responsável pela crise de segurança que acontece em São Paulo e tem como princípio que devem ser mortos dois policiais para cada membro seu assassinado. (Dados extraídos da Gazeta do Povo – 26/11/2012)

INFORMAÇÃO

Notícias dão conta que a repercussão pelo não recolhimento do Imposto de Renda, por parte dos Senadores sobre os 14º e 15º salários, foi muito grande junto à sociedade brasileira. Uma revolta generalizada pela atitude que tiveram de aprovarem a proposta que autorizava o Senado a pagar essa dívida que pertence, individualmente, a cada Senador. Como existem senadores propensos a pagar a sua parte, em breve, estará disponível, para o conhecimento de todos, afirmam, uma relação dos senadores que não efetuaram o recolhimento. Aguardemos.

NADA DE RECOLHER

Mau exemplo esse que os senadores deram. Veja a história: Os senadores recebem, desde 2007, o 14º e 15º salários e sobre esses valores nunca descontaram Imposto de Renda. Recentemente a Receita Federal notificou individualmente os senadores para o recolhimento devido. O valor está hoje em 64 mil reais para cada um, sem calcular juros, multas e todos os encargos. Que saída acharam os nossos Senadores? Que o próprio Senado deveria custear o pagamento desse imposto devido. O Presidente Sarney colocou em votação e a proposta foi aprovada por unanimidade. Durou um minuto a sessão e nenhum senador se manifestou, somente votaram. A Receita Federal certamente se dará por satisfeita, pois vai receber tudo certinho. Acontece que a Advocacia-Geral do Senado - inconformada com a solução encontrada - porque terá que desembolsar uma quantia enorme, disse que vai recorrer da votação. Afinal, a soma geral a ser paga gira em torno de 5 milhões e 300 mil reais. Agora vem a pergunta: esse Brasil …

ANALISANDO SAÍDAS

A mudança do “curriculo do Ensino Médio” que a Secretaria da Educação está promovendo, movimenta a educação paranaense. Há os favoráveis e os contrários.

As dificuldades encontradas esbarram na falta de horas para se colocar todas as disciplinas que querem ministrar nas escolas. A proposta de mudança agrada gregos (os professores de português e matemática), porque terão mais horas de suas matérias no currículo. Desagrada troianos (os professores ministrantes de filosofia e sociologia), que terão essas disciplinas retiradas do currículo escolar, num consequente desemprego.
A educação básica atual do Brasil é ministrada apenas num turno. Raros casos oferecem-na em tempo integral. A mudança é sempre trabalhada dentro das horas existentes, nunca visando um aumento. E sendo assim, não tem outra saída que não prejudicar uns para beneficiar outros.
Os postulantes a cargos públicos, quando de suas campanhas eleitorais, propagam, aos quatro ventos, a instalação do “tempo integral” na edu…

AGILIZANDO

O Paraná atravessa um surto de instalação de indústrias oriundas dos mais variados lugares do mundo. Isso acontece, principalmente, no litoral, nas regiões metropolitanas de Curitiba, Londrina e Maringá. São indústrias que chegam para produzir nos mais variados ramos de atividades.

Em outras épocas, trazer uma empresa para o estado ou município era motivo de festas, somente conseguido após muita negociação à base de oferecimento de incentivos que iam da isenção de impostos, doação de terrenos, etc., etc.
Hoje as negociações têm como prioridade “primeira” saber se na região onde pretendem se instalar, existirá mão de obra especializada capaz de colocar a empresa em pleno funcionamento. A isenção de impostos e recebimento de terrenos, vêm se constituindo numa prioridade secundária.
Diante disso, percebe-se a preocupação do Governo no sentido de implementar um programa aos moldes do Brasil Profissionalizado criando o seu “Paraná Profissionalizado”. Com ele pretende habilitar pe…

OPINIÃO TEM O SEU VALOR

Dificilmente encontraremos um dono de carro que tenha levado seu veículo para revisão e saído satisfeito. Ela é um procedimento obrigatório porque é quem oferece a garantia do produto. Dessa forma, o proprietário fica obrigado a submeter-se a isso.
Para manter a garantia, estabelecem que a troca de óleo seja feita na Concessionária, prescrevem a obrigatoriedade de peças originais, exigem a mão de obra especializada deles. E o pior: as peças chegam a custar o triplo do valor encontrado no mercado e a mão de obra sempre muito além da cobrada numa oficina particular.
Se você reclama, dão as tradicionais repetidas explicações: “as peças não são originais, a mão de obra não é especializada”.
Nessa minha última revisão (20.000 quilômetros), logo ao chegar, fui informado sobre uma taxa fixa de R$ 315,20, para início de trabalho. Em seguida vieram com a relação das peças que deviam ser substituídas. Sobre elas cobravam mão de obra para efetuar a troca. Um valor “xis” por hora de trabalho.
Pen…

O TRECHO DA MORTE

A BR-376 é um verdadeiro matadouro no trecho entre Curitiba e Garuva-SC. Todos conhecem os lugares onde normalmente ancontecem os "abates", mas ninguém dá a menor importância. Na semana passada foram sete os mortos de uma só vez; nesta, já são dois; todos praticamente pelos mesmos motivos e nos mesmos lugares: Curva da Santa e suas imediações. Amanhã começa um novo feriadão. Deus tenha compaixão!
A situação realmente está sem controle. São enormes caminhões desgovernados que vão descendo a serra e levando tudo junto. Atropelam, esmagam, estraçalham e matam geralmente pessoas indefesas que nem sabem de que morrem.
Na tentativa de se encontrar os culpados de tantos acidentes e mortes, várias causas poderiam ser apontadas. Os caminhões são os grandes protagonistas. Sem uma manutenção adequada, é comum perderem os freios e provocarem as desgraças que viram notícias.
Mas não é só a falta de manutenção. Um observador mais atento, facilmente poderá perceber que pouquíssimos cam…