ATÉ QUE ENFIM


Estou precisando de bermuda,
quero vestir uma regata
calçar uns chinelos de dedo
sentir o calor
buscar o sol
encontrar-me com a areia
e nadar em águas salgadas.
Agora chega...
quero desligar o computador,
dar férias à internet
silenciar meu celular
e pedir um tempo aos meus amigos.
Tem uma ilha bem a minha frente,
que me convida para entrar
fazendo-me mil promessas,
sem dizer uma só palavra.
Preciso de uma bermuda,
quero vestir uma regata,
deitar-me numa rede
calçar uns chinelos de dedo
e sentir sede,
sabendo que me vou saciar.
Alô, Campeche...!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

TRABALHANDO EM BELÉM II