Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2010

PESQUISAS

Não sou favorável à publicação de pesquisas, mas já que a lei permite, não concordo que seja impedida sua divulgação. Isso que está acontecendo no Paraná não está certo. Fica ruim para os dois, pois o que se sente prejudicado, impedindo a divulgação, está demonstrando medo dos números. Aquele que poderia ser beneficiado com a divulgação, se irrita e parte para agressões. Aí então vira aquele entrevero e a baixaria predomina nos pronunciamentos. Mas não concordo com as pesquisas, porque elas levam os indecisos e os menos politizados a votar no que está mais forte. Eles não querem perder seus votos. A campanha eleitoral tinha que ser no seco, proibindo-se qualquer divulgação de pesquisa. Que ganhasse o que conseguisse convencer.

QUASE NO FIM

A propaganda política está quase terminando. Tem os que gostam e passam o tempo ouvindo, mas a maior parte, desliga a TV ou ignora todo aquele falatório. Há uma descrença generalizada na população. Sabem que vão cumprir pouca coisa daquilo tudo. Mas o que me chamou a atenção foram certas propostas. Tem de tudo, das que provocam risos às que irritam. Vejam: - creche para idosos. - estádios de futebol cobertos. - direito de porte de armas às pessoas de bem. - se você quer ficar bem, vote no 100. - ensino de graça nas Universidades. - é só para você que quero trabalhar. - por você minha voz jamais se calará. - isso que estão falando é mentira, o Programa Mãe Curitibana foi criado por mim. - obrigado pelo seu abençoado voto. - a hora da reforma já começou. - vote no prefeito mais jovem que Curitiba já teve. - vou acabar com os fantasmas que assustam o Paraná - aqui está um engenheiro trabalhando para você. - pelo fim do trabalho aos domingos. - uma obra bonitinha, mas ordinária. (criticando…

DESCOBERTA

Lia, dia desses, sobre a Finlândia. Um País do norte da Europa conhecido pelo seu clima gelado. São cinco milhões de finlandeses. A letra do Hino Nacional deles, em um de seus versos diz: "Somos um país pobre, que não tem ouro. Os recursos que temos são o nosso povo".
Uma outra reportagem, que falava de Portugal, evidenciava duas preocupações dos portugueses: a educação muito falha e a corrupção. Afirmava que os nossos patrícios são os mais corruptos da Europa e têm o nível de educação mais baixo do continente.
Voltando à Finlândia, a presidente Tarja Halonem dizia que o país estava investindo maciço em educação, pois era a única maneira de se tornar competitivo no mundo.
Conclusão: povo educado e esclarecido elege governantes honestos e competentes.
Retornando ao nosso querido Brasil, há dias passados as notícias nos trouxeram em estrondosas manchetes, que a Polícia Federal prendera o Governador do Amapá e o Presidente do Tribunal de Contas, trazendo-os para Brasília, acusados…

POBRES DOS NOSSOS RIOS

Lendo o blog da Tereza Freire, uma bolguista do Recife que admiro pelos assuntos que trata, fiquei sabendo que ontem, 19/09/2010, foi o Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias. Nem tinha me atido a isso. Hoje fui constatar como estava o rio mais importante de Curitiba: o rio Belém. Triste conclusão: deixou de ser rio, não passa de um canal de esgotos medindo entre dez a quinze metros de largura e local onde se deposita lixo. Ali tem de tudo. Está tão grave a sua situação que nem é possível se chegar perto pelo cheiro horrivel que emana, principalmente agora que está muito seco pela falta de chuvas em nossa cidade. Desci seu curso até o local onde entra no rio Iguaçu, já na divisa com São José dos Pinhais. Ali no encontro desses rios se constata o abraço de dois mortos. O maior rio paranaense, o Iguaçu, que nasce na região, começa jorrando águas cristalinas, mas é assassinado poucos quilômetros depois. Não vejo nada de concreto sendo feito no sentido de se tentar uma recuperação. Parec…

SENSAÇÕES

Eu duvido que exista,
uma passarela mais rica da que tenho
aqui na rua da minha frente!
Uma variedade incalculável
de pessoas que desfilam,
descendo ou subindo seus dois lados,
seguindo adiante.

Passo tempo observando os que seguem,
uma infinidade de pessoas,
todas diferentes:
jovens, velhos, alegres e tristes,
pobres e ricos,
apressados, outros tranquilos,
sorridentes,
mas há os que choram,
param à sombra das árvores amigas,
descansam,
falam,
gesticulam,
gritam,
abraçam-se,
injetam-se ânimo
e seguem.

No começo da primavera,
nos dias limpos de sol,
o número de passantes é maior.
Mostram seus corpos,
com roupas curtinhas,
atiçando meus sentimentos.

Seguem em passos sutis,
bamboleantes
e eu sempre testado,
nestes oscilares provocantes,
posto em temperaturas variadas.
Sentindo vontades diferentes,
desejos graduados,
como no oscilar de um termômetro,
estou vivo...!

As coisas boas poderiam ser minhas,
as feias que ficassem com os outros,
Ante a alternativa da escolha.
Possessivo e deslumbrado,
bem …

MÉDICOS LOCUTORES

Tenho por hábito, assim que acordo pela manhã, ligar meu rádio de cabeceira. Há uma emissora que faz um relato das notícias logo cedo e a gente sai de casa já informado. Sabe-se se vai chover, se fará sol, a temperatura que terá o dia.
Fala também das notícias da noite e do dia anterior, enfim,, dá um apanhado geral da situação.
Mas o que me tem chamado a atenção é a exagerada propaganda feita sobre produtos milagrosos, que resolvaem tudo, que se você tomar vai ficar para semente, pois a morte está afastada.
As vendedoras, muito bem treinadas e donas de uma voz agradável, fazem uma divulgação irresistível. Oferecem planos de pagamento tentadores, dão descontos àqueles que ligarem logo, propõe parcelamentos a perder de vista e chegam a insinuar que se você não adquirir , não passa de um paspalhão.
Chego a comentar com minha esposa que vai faltar lugar na terra para tanta gente se o remédio pegar.
Mas o mais estranho está reservado aos locutores que coordenam o programa da emissora. Todos el…

POLUIÇÃO VISUAL E SONORA

Estamos expostos a maior agressão que já senti e presenciei. Andar pelas principais avenidas e ruas de Curitiba é se expor a uma poluição de cartazes e bandeiras de candidatos que se misturam brigando por espaço e lugares estratégicos. Os carros de sons que percorrem essas mesmas ruas, ultrapassam em muito os "decibéis" permitidos por lei. Diante disso tudo, me pergunto se essa agressão consegue angariar votos. No meu entedimento, só prejudicam, irritam, tornam os candidatos cada vez mais antipáticos. Vejo apenas uma coisa de positivo: permitem um dinheirinho extra aos chamados "cabos eleitorais" que passam o dia todo segurando bandeiras e cartazes, mas com isso conseguem arrumar uma feira mais gorda.

PARÂMETROS

Para me situar sobre como vai a campanha política no Estado, leio sempre as notícias de três blogs: do Fábio Campana, do Esmael e o da Joice Hassellman. O primeiro, abertamente favorável ao Beto Richa; o segundo, do lado do Osmar Dias, enquanto a Joice numa posição intermediária. Lendo apenas o Fábio Campana teremos a impressão de que o Beto já é governador. O Blog do Esmael - que esteve fora do ar esses dias, parece por decisão da justiça - considera o Osmar o novo governador. Ora lá, ora cá está a Joice. Mais comedida e pé no chão, parece. O Fábio Campana quando coloca fotos do Beto escolhe as alegres, as que mostram otimismo, querendo transmitir a idéia de um super-homem. Quando exibe as do Osmar, ele aparece sempre abatido, iritado e desanimado, velho e barbudo. O Esmael aplica a mesma tática, em posicionamento invertido. O Osmar rido, abraçado ao Lula e à Dilma, vibrante, caminhando e abraçando o povo pelas cidades e no campo. A Joice Hassellman, nessa altura do campeonato, s…

CODISE EM CURITIBA

Nos dias 27, 28 e 29 de setembro, o CODISE - Colegiado Nacional de Diretores e Secretários de Conselhos de Educação - faz a sua segunda reunião do ano em Curitiba. A primeira foi em Cuiabá, no mês de maio. O CODISE reúne os secretários dos Conselhos de Educação do Brasil. A Presidente atual da entidade é Carmem Gomes Mendes, do Conselho de Goiás; a Vice-presidente é a secretária do Conselho do Amazonas, Maria Eliete da Silva Cavalcante; Mario José Amadigi, do Paraná, o secretário. Nesse encontro estarão presentes e fazendo palestras, pessoas conhecidas da educação do Brasil: Yvelise Freitas de Souza Arco-Verde, secretária de Estado da Educação do Paraná; Clélia Brandão Alvarenga, ex-presidente do Conselho Nacional de Educação; Geraldo Grossi Junior, presidente do Conselho Estadual do MT e do Fórum Nacional dos Conselhos; Francisco Aparecido Cordão, membro do Conselho Nacional de Educação; Romeu Gomes de Miranda, presidente do Conselho Estadual de Educação do Paraná e Carlos Alberto …

AGRADECIMENTOS

Hoje, ao abrir meu blog e também o orkut, deparei-me com algumas mensagens que me envaideceram e emocionaram. A primeira, vinha da minha priminha Mariana, que mora em Mariópolis - PR., cidade onde nasci e vivi por muitos anos. Pois a Mariana me dizia que havia acabado de ler meu livro - Quando faltam peixes, sobram histórias - e que tinha gostado muito dos "causos" ali contados. Respondi-a agradecendo os elogios, dizendo que eles são o carinho do ego. A segunda vinha da Elane. A Elane estava desaparecida do meu blog e eu sentia saudade dos seus comentários sempre comedidos, atuais e espontâneos. Pois ela voltou e com isso fiquei muito contente. Não deixe de me visitar, Elane. A Ilza - aluna de português da minha época de professor em Querência do Norte, hoje morando em Cuiabá - me contava que havia descoberto meu blog e na leitura dos poemas e crônicas, sentiu seu reconhecimento confessando-me ter sido eu o responsável pela aprendizagem que conseguiu da língua e o gosto q…

SETE DE SETEMBRO

Comemoramos nesta data a Independência do Brasil, que tão corajosamente fora decretada no famoso Grito do Ipiranga. Dom Pedro, era o herói a ser agradecido. O grito, a espada cortando os ares, os cavalos alvoroçados! E as escolas desfilavam pelas ruas e avenidas nos seus uniformes limpos e bem passados, enquanto a fanfarra comandava o desfile. As calçadas ficavam cheias e as casas vazias. Na cidade onde eu morava, era costume se desfilar nesse dia para comemorar o acontecimento. Vinha a população toda assistir o desfile e os discursos das autoridades. A praça ficava lotada. Cantava-se o Hino Nacional, o do Estado e o do Município. E todos sabia de cor, ficavam em posição de sentido. Eu sempre fui um dos discursadores e me lembro bem que uma frase repetia todos os anos: hoje estamos mais dependentes do que antigamente, hoje dependemos de muitos países, antigamente quase só de Portugal. Mas o que me chamava atenção era o civismo existente em todos naquela época. Isso quase não existe mai…

DESTINO

Após incontáveis tentativas,
Ana cansou,
se esgotou,
chorou,
conformada de que havia perdido.

Romualdo não precisava ser assim:
indiferente,
coração duro,
ignorando o tempo todo
o amor de Ana.
Poderia mais tarde se arrepender
e aconteceu.

No caminho apareceu Ubaldo,
diferente de Romualdo,
que preencheu o coração de Ana,
regou seus sonhos,
fez-lhe carinhos
e num mundo real
idealizou castelos
para os quais Ana mudou-se.

Seria amor o que Ana
devotara a Romualdo?

Tão feio,
tão sem graça,
sem sorriso
Ubaldo!

Partiram para outra cidade,
sumiu o pensamento que a torturava,
bonito,
simpático,
pai dos seus filhos,
Ubaldo!
Virtudes criada pelo amor!