SETE DE SETEMBRO

Comemoramos nesta data a Independência do Brasil, que tão corajosamente fora decretada no famoso Grito do Ipiranga.
Dom Pedro, era o herói a ser agradecido. O grito, a espada cortando os ares, os cavalos alvoroçados!
E as escolas desfilavam pelas ruas e avenidas nos seus uniformes limpos e bem passados, enquanto a fanfarra comandava o desfile. As calçadas ficavam cheias e as casas vazias.
Na cidade onde eu morava, era costume se desfilar nesse dia para comemorar o acontecimento. Vinha a população toda assistir o desfile e os discursos das autoridades. A praça ficava lotada. Cantava-se o Hino Nacional, o do Estado e o do Município. E todos sabia de cor, ficavam em posição de sentido.
Eu sempre fui um dos discursadores e me lembro bem que uma frase repetia todos os anos: hoje estamos mais dependentes do que antigamente, hoje dependemos de muitos países, antigamente quase só de Portugal.
Mas o que me chamava atenção era o civismo existente em todos naquela época. Isso quase não existe mais no brasileiro.
E por essa razão me pergunto e busco a causa desse triste desaparecimento.

Comentários

Mario, desculpe a ausência, eu faço a mesma pergunta, apesar de ainda existirem homenagens, penso q perderam um pouco do brilho...penso q seja a triste realidade política, a violência, descaso de muitos...sei lá, adorei encontrá-lo no conselho, apesar da correria,kkk,abçoo e ótimo feriado, pena q esteja frio!!

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

LEMBRANDO MINHA IRMÃ