Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

VOU ESTICAR

Imagem
O Natal passei em Curitiba. Foi muito bom ao lado de pessoas amigas, parentes e conhecidos. Uma semana de folga já me deu tranquilidade e tirou uma grande quantidade dos "estresses" acumulados durante os meses de 2011.
Sempre tenho falado que o inventor do Natal e do Ano Novo,- ou os inventores -, precisam ser agradecidos pelo resto da vida. Foram gênios, pois idealizando festas sempre para um final de período de doze meses contribuíram para a felicidade de todos.
Observar os colegas de trabalho lá pela metade de dezembro de cada ano é uma coisa até inquietante. Estão carregados, nervosos, torcendo para que as coisas acabem logo. Desejam que o Natal chegue e quando ele passa criam a expectativa do Ano Novo.
É por isso que nesse “revellion” vou também dar a minha saidinha. Para o interior do estado: Querência do Norte, onde morei por muito tempo e onde ainda estão os laços antigos e quase todos os parentes da Lu.
Meus pais que me perdoem desta vez, mas em janeiro estarei dand…

HISTÓRIAS DE BONIFÁCIO

Imagem
Bonifácio contou-me isto. Viera de uma família pobre. O pai, sapateiro, consertava sapatos e recebia encomendas para novos. O dinheiro mal dava para o sustento dos oito filhos. Anos após anos, um atrás dos outros, todos pequenos, faziam aquela casa chorar o dia todo.
Saiu de casa cedo. Parece que tinha doze anos. Primeiro tentou ser padre. Anos depois achou que não servia para isso. Foi procurar outras coisas e, por muito tempo, andou sozinho.
Tinha estudo e virou professor. O salário que começou a ganhar logo no começo de março, só foi receber em outubro. Os amigos custearam suas necessidades nesse período. Quando outubro chegou acabou-se a carestia. Pagou os financiadores e ainda sobrou dinheiro para um carro. Novo não dava, bem que queria! Concordou com um fusquinha velho. Nossa, nem acreditava na aquisição! Programou uma viagem de natal para visitar seus familiares. E foi. O carrinho velho era bom demais, concluiu! Seiscentos quilômetros num dia só. Nem deu para esquentar o motor.…

A INVASÃO CHINESA

Imagem
A China está invadindo o comércio mundial com os seus produtos. Existem lojas no Brasil que não encontramos mais produtos brasileiros para venda. É tudo produto chinês ou de países asiáticos.
Essa realidade é muito preocupante. A nossa indústria não está conseguindo competir com as produções vindas da China. Em razão disso, a indústria brasileira começa a dar sinais de dificuldades financeiras.
A maioria dos produtos vindos da Ásia não têm a preocupação com apresentar qualidade. Não passam de "porcarias", sem  durabilidade e descartáveis, mas o povo compra porque é barato.
Acho que está na hora de se parar e analisar. Ao deixarmos de lado um produto brasileiro para adquirir um chinês, estamos fortalecendo a indústria de lá, ajudando a manter o emprego de lá. Facilitando a vida da China e prejudicando a vida dos brasileiros.

CURITIBA NATALINA

Imagem
Nesta noite de sábado saí a andar pelas ruas de Curitiba. Na época que antecede a data natalina, a cidade fica mais linda!
Hoje, conclui que Curitiba está maravilhosa! Iluminada a nos deixar fascinados! Em todos os lugares: no centro, nos bairros; menos nuns, mais noutros, a população enfeita suas casas, ilumina as fachadas, branqueia a noite com os piscapiscas.
Não dá para se descrever o quanto é belo o Palácio Avenida com suas janelas iluminadas tomadas por meninos e meninas cantores interpretando músicas natalinas. A população assiste em silêncio e parece se deixar transportar para outro mundo.
Em plena noite adiantada, a movimentação é sempre intensa. O povo parece não sentir sono. Caminham pelas calçadas, aglo-meram-se nas esquinas, ocupam bares e lanchonetes, praças e avenidas e vão apreciando o prazer dos dias e das noites que an-tecedem ao natal.
A cidade que é bela despida, torna-se maravilhosa enfeitada.

VENHA A "NÓIS"

Imagem
Vergonhoso o que a Assembleia Legislativa do Paraná vinha fazendo há 16 anos. Pagava o 14° e o 15° salários aos deputados.
Quando isso foi descoberto, o presidente Valdir Rossoni assegurou que iria pagar, porque já era uma tradição. Após analisar com mais cuidado, e, em razão das críticas que começaram a surgir, suspendeu o pagamento.
O grito foi geral entre os "nobres edís". Tentaram e continuam tentando convencer o Presidente de que não podem ficar sem esse dinheirão todo. As festas de final de ano, que já estavam programadas, poderão ter sido canceladas.
Mas o mais importante disso tudo - e aqui a título de sugestão diante de tanto abuso e ilegalidade - os Deputados deveriam ser obrigados a devolver o dinheiro que receberam de forma tão vergonhosa e imoral. Ilegal talvez não seja, pois são eles que fazem as leis. Já pensaram o tamanho da grana que lhes foi pago durante tantos anos?

Pergunta: quem poderia obrigá-los a essa devolução? A justiça? Difícil, pois ela também tem …

COISAS DA COPA

Imagem
Estão acontecendo duas explicações confrontantes com relação às desapropriações para os preparativos da Copa em Curitiba.
A Articulação Nacional de Comitês Populares da Copa, em seu dossiê "Megaeventos e Violações de Direitos Humanos no Brasil", afirma que em Curitiba e região metropolitana serão removidas 2,5 famílias de suas casas ou propriedades.
O Governo contesta esses números dizendo que se acontecerem desapropriações, elas vão ser pequenas.
O dossiê informa que serão 1.173 imóveis a serem atingidos. O Governo refuta as denúncias, considerando-as inverídicas.
Baseando-se nas informações do dossiê, a remoção das pessoas já começou e diz que ela vem sendo feita de duas maneiras: um tratamento especial aos ricos com diálogo e indenizações corretas; outro rigoroso, aos proprietários pobres, que avaliados unilaterlmente,  são forçados a sair.
Essas acusações são contestadas pelo órgão governamental en-carregado do assunto. Afirma que todos os proprietários têm o mesmo trata…

VEREADORES EM BAIXA

Imagem
Os vereadores do Paraná devem estar de orelha em pé. Um índice de 66% dos paranaenses manifestou-se insatisfeito com os seus vereadores. Os da capital e do litoral são os que tiveram maior reprovação.
Nas entrevistas foram feitas quatro perguntas básicas:
1) - Você está satisfeito com as leis que os vereadores propõem? 2) - Os vereadores fiscalizam os gastos da prefeitura? 3) - Você se acha bem representado pelos vereadores? 4) - Você está satisfeito com o trabalho dos vereadores?
Em todas as questões os "nobres edis" foram reprovados.
No Paraná, quatro cidades notabilizaram vereadores, acusados de desvios:
1) – Curitiba, o Ministério Público propôs uma ação contra o então presidente da Câmara, João Cláudio Derosso, acusado de ter favorecido licitação e contratação irregulares quando uma agência de propaganda pertencente à mulher de Derosso, que à época ainda não era esposa dele, mas sim funcionária da Câmara, foi considerada a vencedora.
2) – Guarapuava,  o GAECO prendeu em fl…

O PMDB DO PARANÁ ESTÁ MORRENDO

Imagem
Há tempo que estou afastado da política. Estive nela por muitos anos. Estou certo que esses anos de militância me facultam analisar a situação política do Paraná. Particularmente, em relação ao partido do PMDB, no qual estive filiado por muitos anos. O "MDB velho de guerra”, como falavam os mais afoitos, nos antigos tempos de glórias.
Não precisamos ir muito longe para ver como esse partido foi se esfacelando. Perdendo forças conforme o tempo passava. O partido “velho de guerra” que fazia todos tremer, não passa de um animalzinho inofensivo que já nem tem a quem recorrer.
Recordemos quem eram os políticos que o formavam no passado: José Richa, Leite Chaves, Niso Sguarezzi, Euclides Scalco, Rubens Bueno, Luiz Carlos Hauly, Aníbal Koouri, a família Matos Leão, Reinold Ste-phanes, Osmar Dias, Álvaro Dias, Beto Richa, Roberto Requião, Antônio Belinatti, Hermas Brandão, Cláudio Romanelli, Valdir Pugliesi, José Domingos Scarpelini e irmão, Nereu Moura, Mário Pereira, Caíto Quintana, Ki…

EU TAMBÉM VOU QUERER

Imagem
Leio jornais, assisto televisão e fico sabendo que juízes, desembargadores, servidores ativos e inativos do Poder Judiciário do Paraná foram beneficiados com uma “Lei de Exceção”. Já sancionada.
É uma lei que vai ressarcir essa classe de funcionários públicos devolvendo as despesas que tiverem com planos de saúde privados. O procedi-mento é simples: o servidor apresenta o comprovante das despesas e recebe o dinheiro gasto.
O Ministério Público contesta essa concessão, alegando que se está protegendo uma classe de trabalhadores, em prejuízo das demais. Para isso cita o princípio da “isonomia”. Isonomia quer dizer que todos têm os mesmos direitos. O próprio Ministério Público conclui que a Lei é inconstitucional.
Cita ainda que essa medida vai abrir precedentes para que outras categorias reivindiquem o benefício. Isso acabaria onerando sobremaneira os cofres públicos.
O Presidente do Tribunal de Justiça contesta o Ministério Público dizendo que como o SUS (Sistema Único de Saúde) e tamb…

MERECE SER LIDO

As idéias abaixo recebi-as por e-mail, de uma amiga minha do Rio de Janeiro. Achei-as genial e por essa razão trancrevo-as.
"Já que colocam fotos de gente morta nos maços de cigarros, por que não colocar também:
- de gente obesa em pacotes de batata frita,
- de animais torturados nos cosméticos,
- de acidentes de trânsito nas garrafas e latas de bebidas alcoólicas,
- de gente sem teto nas contas de água e luz, 
- de políticos corruptos nas guias de recolhimento de impostos?"
FANTÁSTICA IDÉIA!!!

NOSSA EDUCAÇÃO COMPLICADA

1. O caso
O Paraná é um dos raros estados brasileiros envolvido com um problema educacional sério. É a data para o ingresso da criança no Ensino Fundamental.
A Lei Federal é clara: pode entrar no primeiro ano do ensino fundamental o aluno que completar 6 (seis) anos até 31/03.
O Conselho Estadual da Educação regulamentou esta Lei e segue a mesma determinação.
No ano de 2007, a Justiça Estadual -  atendendo mandados de seguranças provenientes de escolas particulares do Estado - concedeu uma liminar na qual autoriza que a criança  pode entrar no Ensino Fundamental completando 6 (seis) anos até  31/12.
A Assembléia Legislativa aprovou uma Lei que foi sancionada pelo então Governador que segue a data de 31/12.
Até o presente momento a Liminar não foi julgada. Isso, desde 2007.
Em obediência a esta Liminar, todas as crianças que completam 6 (seis) anos durante o ano, estão sendo matriculadas na primeira série.

2. As consequências
- A matrícula dos alunos foi antecipada em 9 (nove) meses.
- O…