VOU ESTICAR

O Natal passei em Curitiba. Foi muito bom ao lado de pessoas amigas, parentes e conhecidos.
Uma semana de folga já me deu tranquilidade e tirou uma grande quantidade dos "estresses" acumulados durante os meses de 2011.

Sempre tenho falado que o inventor do Natal e do Ano Novo,- ou os inventores -, precisam ser agradecidos pelo resto da vida. Foram gênios, pois idealizando festas sempre para um final de período de doze meses contribuíram para a felicidade de todos.

Observar os colegas de trabalho lá pela metade de dezembro de cada ano é uma coisa até inquietante. Estão carregados, nervosos, torcendo para que as coisas acabem logo. Desejam que o Natal chegue e quando ele passa criam a expectativa do Ano Novo.

É por isso que nesse “revellion” vou também dar a minha saidinha. Para o interior do estado: Querência do Norte, onde morei por muito tempo e onde ainda estão os laços antigos e quase todos os parentes da Lu.

Meus pais que me perdoem desta vez, mas em janeiro estarei dando uma chegadinha em Pato Branco. Rever os meus, abraçá-los. Sentir como estão as forças do pai Ângelo e da mãe Emília, que aos 87 anos ainda continuam a festejar natais e anos novos.

Aos meus leitores deste "blog" não posso deixar de desejar muitas realizações para 2012. Continuem suas visitas!

Tenham todos muitos sonhos, projetos e realizações. Realmente precisamos continuar projetando e sonhando, pois assim estaremos voltados para o futuro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

LEMBRANDO MINHA IRMÃ