NADA DE RECOLHER

 
Mau exemplo esse que os senadores deram.
Veja a história:
Os senadores recebem, desde 2007, o 14º e 15º salários e sobre esses valores nunca descontaram Imposto de Renda. Recentemente a Receita Federal notificou individualmente os senadores para o recolhimento devido. O valor está hoje em 64 mil reais para cada um, sem calcular juros, multas e todos os encargos.
Que saída acharam os nossos Senadores? Que o próprio Senado deveria custear o pagamento desse imposto devido. O Presidente Sarney colocou em votação e a proposta foi aprovada por unanimidade. Durou um minuto a sessão e nenhum senador se manifestou, somente votaram.
A Receita Federal certamente se dará por satisfeita, pois vai receber tudo certinho. Acontece que a Advocacia-Geral do Senado - inconformada com a solução encontrada - porque terá que desembolsar uma quantia enorme, disse que vai recorrer da votação. Afinal, a soma geral a ser paga gira em torno de 5 milhões e 300 mil reais.
Agora vem a pergunta: esse Brasil tem jeito? Vivemos envoltos num mar de falcatruas que amedronta. Quase tudo respira corrupção. Dispomos de reservas incalculáveis, mas vai chegar a hora que “o leite deve secar”. O simples trabalhador brasileiro recebe o 13º salário com IR já descontado e sempre aguarda ansioso sua chegada para poder pagar as dívidas contraídas. Os Senadores - em benefício próprio - votam para que o local onde trabalham seja o responsável pelo pagamento de suas obrigações.
Privilégios absurdos! Insensatez e pouca vergonha! Poder utilizado em benefício próprio.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

LEMBRANDO MINHA IRMÃ