COMPLASCÊNCIA COM ELES

Causou certa surpresa as declarações do Ministro da Justiça de que preferia morrer a ficar preso nas prisões brasileiras.
Todos os meios de comunicação divulgaram suas palavras e também concluíram que realmente a situação das cadeias do nosso País estão em situação catastrófica. Questionaram a drasticidade dessa afirmação.
Por outro lado, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, disse publicamente que os presos do mensalão não ficarão em prisões especiais.
 
Com certeza, condenados como José Dirceu, Delúbio Soares, Marcos Valério e os outros todos que terão que curtir uns anos no xadrez, sonham com lugares diferentes dos que imagina Joaquim Barbosa.
Aí nasce a minha dúvida: não estaria o Ministro da Justiça dando declarações desse porte para ir preparando e facilitando a criação de cadeias mais agradáveis para os presos do mensalão?
 
José Dirceu e todos os seus companheiros, dificilmente mereceriam cadeia pelos seus feitos de revolucionários, mas merecem um bom tempo de reclusão pelo que fizeram a partir do momento que chegaram ao poder.
 
Tenho pena pelo "primeiro" José Dirceu; sinto-me revoltado pelo "segundo". Morasse na China seria condenado à morte; nos Estados Unidos, receberia prisão perpétua. A justiça brasileira, sempre dócil e moderada, dá-lhe pena mais suave.
Chego a concluir que a declaração do Ministro será responsável pela criação de novas cadeias onde vamos encontrar acomodações de alto padrão: televisão, telefone, internet e uma série de outras “benesses”, afinal, pensam, o lado bom deles precisa ser compensado e respeitado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

LEMBRANDO MINHA IRMÃ