AGILIZANDO


O Paraná atravessa um surto de instalação de indústrias oriundas dos mais variados lugares do mundo. Isso acontece, principalmente, no litoral, nas regiões metropolitanas de Curitiba, Londrina e Maringá. São indústrias que chegam para produzir nos mais variados ramos de atividades.

Em outras épocas, trazer uma empresa para o estado ou município era motivo de festas, somente conseguido após muita negociação à base de oferecimento de incentivos que iam da isenção de impostos, doação de terrenos, etc., etc.

Hoje as negociações têm como prioridade “primeira” saber se na região onde pretendem se instalar, existirá mão de obra especializada capaz de colocar a empresa em pleno funcionamento. A isenção de impostos e recebimento de terrenos, vêm se constituindo numa prioridade secundária.

Diante disso, percebe-se a preocupação do Governo no sentido de implementar um programa aos moldes do Brasil Profissionalizado criando o seu “Paraná Profissionalizado”. Com ele pretende habilitar pessoas o mais rápido possível e atender a demanda. Para fazer isso e objetivando mais solidez, também se preocupa com o aperfeiçoamento e a atualização dos professores encarregados de ministrar os cursos.

A rapidez no desenvolvimento da tarefa constitui-se num desafio, quase uma sobrevivência, pois a competição se apresenta cada vez maior. A sombra dos chineses e outros asiáticos apavora pela rapidez com que conseguem ocupar os lugares e resolver suas faltas e deficiências.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

LEMBRANDO MINHA IRMÃ