GLOBALIZAÇÃO

Subimos,
subimos,
e subindo, subia a fome.

Era no sexto andar
a praça de alimentação,
todas a mesas ocupadas,
no sexto andar.

Numa cidade brasileira,
só comida estrangeira,
num shopping brasileiro.

Noventa por cento jovens,
cercados de croaçans,
hamburgues,
sanduíches,
red bulls
e coca cola.

Alegria pelas faces,
injetadas de estrangeirismos,
faltavam mesas,
olhos voltados para o presente,
nem sabiam do futuro,
nessa fábrica de fazer gordos,
pelo fortalecimento global.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

LEMBRANDO MINHA IRMÃ