O BRASIL NÃO SERÁ O MESMO

Vinte de junho - início do inverno – metaforicamente um dia ruim. Esta é uma data que ficará na história do Brasil. Confesso nunca ter visto uma coisa assim.

Indagava de um jovem como o País conseguiu se movimentar dessa maneira de norte a sul e ele me respondeu: “não tem mais saída, um impulso interno nos obriga a isso, os que se propuseram a governar não pensam mais no povo”.
Chamou-me também atenção um dos cartazes que um garoto carregava numa das passeatas: “País mudo, não muda”. Realmente, juntando as duas situações, concluí que só a ação e a conscientização poderiam levar a algum resultado.

Pois bem, início do inverno, temperatura fria obrigando ao recolhimento, à lareira, ao cobertor, à cama mais prolongada onde a cabeça terá mais condições de raciocinar. Tem momento melhor para pensar e mudar? É o tempo apropriado àqueles que se propuseram a trabalhar pelo povo (os políticos) para pensar, puxar os cabelos, discutir, amadurecer, entender que estão ocupando esses cargos não para resolver a situação particular deles, mas de uma nação inteira.

O recado foi dado. Até com certos exageros, é claro, mas nada que não pode ser resolvido. Vidros, móveis, lojas, bancos poderão ser substituídos ou concertados, mas as soluções para uma vida digna, com direitos igualitários, melhor educação, saúde, segurança, fim à corrupção, dinheiro mal empregado (estádios da copa), isso precisa ser pensado e agilizado durante o período de inverno, pois ao chegar da primavera certamente o povo buscará os resultados.

Bonito: os mais velhos quase não estiveram nas ruas, mas quando indagados apoiaram as atitudes dos jovens entendendo que se não se fizer alguma coisa; se se ficar mudo, o País não mudará. Brasília e todos os cargos públicos continuarão sendo ocupados por políticos que não têm nenhum compromisso com o povo. Os que lá estão - em sua grande maioria - limitam-se a manter negociatas fraudulentas que retiram os benefícios da população engordando seus bolsos.


Vamos aguardar e torcer: cronologicamente a natureza é sábia e após o inverno virá a primavera. Para torná-la bonita e alegre o trabalho precisa começar já. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

TRABALHANDO EM BELÉM II