DIA DA CRIANÇA

Podemos ir envelhecendo, mas a criança que existe dentro de nós, nunca desaparece.
A impressão é de que nos tornamos mais crianças, à medida que o tempo vai passando.
Mas a época da criança física passa muito depressa. Quase nem notamos. Lembro-me dos nossos dois filhos: o Fausto e a Felipa. Passaram a meninice como um vendaval! Ficaram as fotos de crianças que quando são revistas causam uma saudade enorme.
Temos na cristaleira da copa uma foto onde aparecem os quatro. Eles pequenos ainda; nós, muito jovens.
Dia desses, observando-a assumi um compromisso comigo: na próxima oportunidade vamos tirar uma foto dos quatro novamente, naquele mesmo lugar. Poderemos registrar as transformações acontecidas num espaço de vinte anos.
Tenho a impressão que as crianças de antigamente continuam fazendo traquinagens ainda hoje, só não pedem mais presentes.

Comentários

Anônimo disse…
Foto na Graciosa, descida num dia nublado, típico da serra. Quando a serra era um paraiso distante e as crianças ficavam ansiosas durante o ano todo esperando as férias para sentir o cheiro da lona de freio dos caminhões...
Fausto
É mario as criançãs crescem depressa, os meus cinco estão grandes e hoje a festa foi na casa da vó estela, mas faltava a mais velha e o presente foi tomar café com pão de casa e pãos doce feito pela vó é claro, aquele gostinho de casa da vó que fica enraizado na gente. Agora foto é engraçada mesmo eu e meus irmãos temos uma de nós cinco num dia de natal e no natal deste ano tiramos novamente aquela foto todos na mesma pose (pois meu irmão ia morar pro rio de Janeiro e o natal não seri amais o mesmo) vinte e poucos anos depois, foi muito engraçado pra tirar a foto foi aquela risadarada, pois perceber-se diferente e lembrar das poses e o que se passava naquela época, foi legal, e a saudade de cada um. Gostei deste seu post me fez de como a vida era mais simples. Bjs
TEREZA FREIRE disse…
Mário, muito boa a ideia da foto no mesmo lugar, 20 anos depois. Mas imagens assim ficam tão bem guardadas na memória que, se brincar, as cores ficam até mais nítidas. São lembranças para o resto da vida. As crianças grandes não pedem mais presentes porque a vida já deu todos, inclusive as crianças que cuidamos e criamos com tanto amor, nossos filhos.
Bjs

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

LEMBRANDO MINHA IRMÃ