RECADOS E PREPARATIVOS


Fica então combinado, cunhada: nossa chegada será no dia 30, já ao entardecer. Muitas coisas por terminar nos impedem que cheguemos antes. Tem os presentes que não foram comprados. A consulta médica, que ficou para o último dia. A documentação do carro novo que só estará pronta no final da tarde. E tantas outras coisas que acabam nos deixando nervosos!

Você sabe que a casa vai ficar cheia! Vai faltar quarto e cama para tanta gente! Pode deixar que nos acomodaremos na sala. É só ter um colchão!

Mas a tua irmã de Horizontina chega também no mesmo dia. Traz consigo dois filhos pré-adolescentes que você já conhece. São terríveis! E o marido também! Sabes muito bem que essa tua irmã e o cunhado têm umas exigências que não poderás deixar de cumprir: quarto especial com ar condicionado, porque ali é muito quente. Preferencialmente o mais afastado. Recomendo aquele do fundo da casa, para que possam dormir sossegados e até quase ao meio dia. 

Certamente ela também já te transmitiu o recado das comidas que quer. Os bolos e os quitutes. Essa tua irmã...! Acho bom não se apavorar quando o pessoal começar a chegar. Vão ser visitas inesquecíveis!

Final de ano sabe como é...! Todos querem dar uma “esticadinha” e tem lugar melhor e econômico do que a casa da mãe ou do pai, sogro ou sogra? Viajar nessas circunstâncias é muito mais econômico que ficar em casa.

Certamente já esquematizaste quem cuidará do churrasco, quem coordenará a cozinha. Bebida precisa bastante. Cervejas bem geladas, preferencialmente da marca Boêmia. Nem pensar em “cidra cereser” para a passagem de ano!

Antes de terminar, só um lembrete: já providenciaste as compras que tua mana pediu? Lembra-te que junto irá a tua outra irmã que mora aqui na capital. Preferiu nossa companhia, mas disse que não voltará conosco. Vai ficar mais tempo aí com vocês. Ela também tem os seus costumes e gostos singulares. Mas possui vantagens em relação a mais nova: já não tem filhos pequenos.

Agora me ocorreu uma idéia sensacional, capaz de sanar todas as aflições para o próximo final de ano: sugira à tua mãe e minha sogra para fazer uma construção destinada a abrigar filhos e filhas, genros e noras com esses netos barulhentos. Poderão dormir mais sossegados e confortáveis até o meio dia!

Sabe aquele espaço vazio nos fundos do terreno? Ali é possível se construir essas acomodações próprias: uns dois quartos suplementares com banheiros e ar condicionado. Que achas, minha cunhada?

Bem, chega de conversa. Preciso resolver as pendências senão chego atrasado! Amadureça essas minhas idéias brilhantes. Postas em prática, no próximo final de ano vai ter mais gente por aí!

Não brigue comigo. Estamos com uma saudade!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

TRABALHANDO EM BELÉM II