A RECEITA

- Não há outra solução: precisa diminuir a comida!

Este foi o diagnóstico do médico que atendia o paciente. A vítima aguardava como uma sentença de morte as palavras do profissional. Notara na fisionomia do médico que os resultados dos exames não lhe agradaram.
Palavras de doutor calam sempre fundas! São como punhais que penetram e vão cortando tudo. Sentenças que diagnosticam os problemas e exigem medidas.

- Diminuir a comida? – falou o paciente já de ombros caídos parecendo que o mundo havia desabado sobre seus ombros.
- Exatamente! Seu organismo não precisa de tanta coisa. Gula pura, a sua!
- Valha-me Nossa Senhora...!
- Cortar o açúcar. Abolir a gordura. Nunca misture macarrão com arroz. Refrigerante zero. Produtos ligths. Abuse das verduras. Consuma frutas.
- Eu já imaginava que alguma coisa não estava bem!
- Leve este pedido de exames. Daqui há quatro meses retorne com os resultados.
- Quatro meses de sofrimento!
- Não me apareça diabético! Depende tudo de você!
- Obrigado, doutor pela confiança!
- Ah, não se esqueça das caminhadas diárias!
- Já estou fazendo!
- E dos alongamentos.
- Também isso...?!?
- É a receita para manter a vida!
- Que mudança, doutor!
- Muita comida também mata!

A profissão de médico está se tornando cada vez mais fácil: o paciente chega ao consultório e conta tudo. Ele passa as informações para o computador. Pede uma quantidade enorme de exames. Após os resultados dá as recomendações que devem ser seguidas e receita também remédios.

Quem arrumou doenças que se cure!

Comentários

Anônimo disse…
Viu como a receita é simples? Qualidade de vida... Mas dá para tomar um vinho a mais, três ou quatro garrafas, pelo menos no carnaval???
Abraço
Fausto

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

TRABALHANDO EM BELÉM II