COISAS DA ASSEMBLÉIA


SOBRE O ASSUNTO, QUE VOLTA À BAILA COMO COISAS QUE NÃO QUEREM CALAR, TRANSCREVO ABAIXO ARTIGO DO ROMEU GOMES DE MIRANDA, POSTADO NO SEU BLOG, NO DIA 22/02/2011.

Rossoni...moralização, pero no mucho

Se desde 2001 Rossoni sabia da existência de fantasmas na Assembléia Legislativa, conforme admitiu à Gazeta do Povo, edição de 20/02/11, por que só agora, dez anos depois resolveu agir. Se um agente público, como entendo ser um deputado, fica dez anos em silêncio, sabendo de um crime, não é conivente com esse crime? Não arranha o Código Penal? Ademais, na mesma entrevista Rossoni diz que não vai " tratar de ponto de funcionário de gabinete de deputado". Então é assim? Para os outros funcionários, o império da lei, da transparência, da moralidade. Para os funcionários dos gabinetes, isso é lá com os deputados? Mas, espere um pouco. Quem paga esses servidores; o bolso do deputado ou o dinheiro do povo? Então por que não haverá controle destes também. Ora, por uma simples razão; quem vai fazer campanha durante quatro anos, sem precisar comprovar presença na assembléia? Quem vai garantir a reeleição e a reeleição de deputados, tudo na mais perfeita ordem, com o dinheiro dos otários do povo? Chamam a isto democracia? Por este mecanismo, só perde eleição o deputado que cochilar por demais. Nós, o povo, garantimos seus cabos eleitorais!!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

TRABALHANDO EM BELÉM II