UM MÊS


Tenho recebido muitas ligações e “emails” de amigos e conhecidos que ainda parecem não entender o que aconteceu. Assim, de uma hora para a outra, abandona a buliçosa Curitiba e vai viver no silêncio do Bairro Campeche, em Florianópolis.

Custam entender o ocorrido. Mudança da água para o vinho. Destaque em Curitiba, Secretário do conceituado Conselho Estadual de Educação, Assessor na tumultuada e prestigiada Vice-Governadoria, no Palácio Iguaçu.

Perguntam-me o que estou fazendo, ou o que fiz durante esses trinta dias de Ilha. Respondo-lhes que nada mais do que organizar as coisas na nova casa. Acertar o lugar de um móvel, colocar as cortinas, pintar o muro, ajeitar o varal, regar a grama que está nova, plantar umas árvores, ajudar a Lu na formação da horta.

Nesse domingo passado - dia das mães - inauguração da churrasqueira. Como ficou boa! Nada de fumaça que nas mal confeccionadas se espalha pelo recinto fazendo os presentes chorar. 

Apesar disso tudo, ainda tem sobrado tempo. Andar pela praia acontece quase todos os dias logo cedo (a Lu é minha companheira) e ali se caminha pelas areias, molha-se os pés nas ondas calmas, sem pressa a vagabundear. O sol de cedinho faz um bem!
Bem à frente, a Ilha do Campeche, bela e misteriosa, desafia o Atlântico. Dá uma vontade de ir lá! Vou acabar indo. Tem barcos de aluguel que realizam a travessia.

- Está se sentindo bem? – perguntam-me?
- Livre como um pássaro, respondo. Acabaram-se os dias da semana. Quando a monotonia parece quer chegar, o negócio é fazer alguma coisa. 

Ainda ontem executei os reparos necessários para poder andar de bicicleta. Meu projeto é conhecer as praias todas desta Ilha andando de magrela. Estou fora de forma e as andadas que dei ontem deixaram os músculos todos doloridos. Não adiantou as trocas de marchas, minhas “batatas das pernas estão reclamando”. Hoje programei mais uma andada. Preciso adquirir condições mínimas para realizar meu projeto.

Difícil entender? São quarenta anos de trabalho público. Já não chega?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

LEMBRANDO MINHA IRMÃ