VISITAS


Hoje cedo ameaçou retornar o vento sul. Vento sul no Campeche é conhecido de todos os moradores. Deu umas lufadas fortes, mas não continuou.
Logo no segundo dia que chegamos aqui, ele ficou um três dias uivando pelos cantos da casa como a pedir para entrar. Fiquei meio desanimado, pois não dava para por o nariz para fora. 

Passados os dias de fúria, se instalou um sol agradabilíssimo e um céu azul que impressionava. O Campeche ficou lindo. Lindo, curioso e atraente.

Moro numa rua sem saída. Minha casa é a penúltima indo para o fim. Na continuidade há muitas árvores e nelas habitam animais silvestres. Bem ao lado do meu portão de entrada, esparramando seus galhos para dentro do lote, há uma castanheira. Ontem, quando de baixo dela admirava suas folhas verdes e seus galhos bem formados, fiquei surpreso com o que vi: um casal de saguis. Sagui é uma miniatura de macaco. Pequeno, esperto, cauda comprida, que me observava empoleirado num galho distante uns três metros.

Chamei as pessoas que estavam em casa e ficamos ali observando aqueles animaizinhos. Ao invés de fugirem por causa da agitação que se criou, eles se achegavam cada vez mais. Um vizinho que já conhecia a situação nos informou que eles eram assim mansos e estavam atrás de comida.

Desta vez não receberam nossos agrados, pois receamos  criar uma dependência nos animais. Vamos acompanhá-los para ver no que vai dar.  

Mas voltando ao vento sul, fui também informado pelo mesmo vizinho que a quantia que ele é temido no período de inverno é desejado no tempo de calor. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

TRABALHANDO EM BELÉM II