É TUDO IGUAL

Lá pela metade de abril passado, instalei um pacote da Net no qual estavam inclusos TV a cabo, internet e telefone. 
Dia desses fiquei ausente de minha casa e ao retornar constatei que a internet e o telefone não estavam funcionando. Fiquei sabendo que havia queimado o aparelho responsável pelo fornecimento de ambos os serviços.

Quando o técnico chegou, constatou o problema e substituiu o “modem”.
 Ao manter contato com “os caras da Net” para registrar a troca, recebeu a ordem de não fazer essa substituição: "não podia colocar um aparelho que possuía “wi-fi”. Devia colocar um aparelho simples".

Informado pelo técnico que o aparelho reposto não seria igual ao que existia, indaguei o porquê de tal procedimento.

Deu-me a informação de que não havia mais esse plano e que se eu quisesse um “modem” com “wi-fi” deveria aumentar minha capacidade de “megas” contratados o que implicaria num aumento no valor da mensalidade.

Não concordei com a proposta principalmente depois que o técnico instalou um aparelho sem o dito wi-fi, recuperando o telefone e a internet, mas me deixando mais pobre de recursos técnicos.

Que ligasse para “eles” e discutisse sobre o assunto, orientou-me, lavando as mãos.

E aqui estou sem o meu wi-fi e pagando o mesmo valor. Se quiser reavê-lo, preciso aumentar os meus “megas” e pagar mais por eles.

Sou apenas um dos reféns das operadoras de sinais de TV, internet e telefone. Elas pintam e bordam, estabelecem preços, criam condições, modificam acordos a seu bel prazer e nada, absolutamente nada acontece.

E isso não se verifica apenas com a Net. Já tive dificuldades com outras operadoras. Todos os meus amigos e vizinhos com quem conversei tiveram os mesmos problemas.

Sou mais um que está indo pedir socorro ao PROCON.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FLORES DE MAIO

OS MENDIGOS DE ROMA

TEMPO DE PASSEIO