AGORA NOS EMPURRAM A FRIBOI

Dizem os entendidos, que, Roberto Carlos - o nosso cantor Jovem Guarda - não resistiu aos encantos da sereia. De vegetariano convicto, passou a comedor de carne Friboi por uma bagatela de 25 milhões de reais. Recebeu em reais porque a Friboi (JBS – José Batista Junior – de procedência goiana) é uma empresa brasileira, considerada se não a maior, uma das maiores do mundo no ramo de carnes.
Dizem também que é uma grande financiadora de campanhas políticas e por essa razão faz o que bem quer. Denunciada por sonegação de impostos, utilização de trabalho escravo e apresentando produto de baixíssima qualidade, (dizem ter sido encontrado vermes nas embalagens), bem diferente do que divulga em suas propagandas, lançou mão de pessoas famosas para fazer seu produto ser conhecido e desejado. Primeiro utilizou Tony Ramos, agora vem de Roberto Carlos e, indiretamente, através da Seara (recentemente adquirida), começa a circular uma propaganda com a global Fátima Bernardes.
Nos bastidores comenta-se que a empresa está à beira da falência e essas atitudes visam salvá-la da bancarrota. Esse trabalho enorme na mídia parece ter apresentado resultados, pois o consumo aumentou em cerca de 20%.  
Nos bastidores da mais alta política brasileira dizem reinar um clima de apreensão, pois seguindo o caminho trilhado por Eike Batista e sua derrocada, temem que venha a Friboi (JBS – José Batista Junior). Não se sabe se são parentes, mas têm o mesmo sobrenome e também iguais amigos de longa data: Lula e Dilma.
Continuarei carnívoro, mas produto da Friboi não entra na minha churrasqueira.
(Texto confeccionado com bases em matéria encontrada no Google) 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

TRABALHANDO EM BELÉM II