AS MALANDRAGENS DA COPA

Estou convicto de que por trás do comércio da Copa de 2014, existe uma armação programada. Ninguém está querendo ganhar pouco. Essa é a razão do atraso em tudo.
Os estádios estão com suas obras praticamente paradas; as reformas dos aeroportos não deslancham, mesmo com os principais sendo privatizados; as adaptações das cidades sedes também não andam. Tem estádio que ainda precisa ser demolido para começar um novo.
O do Corinhtians continua no começo da terraplanagem.
Tudo parece ser programado. Parece se tratar de  um atraso planejado a fim de que os superfaturamentos possam ser legalizados e as licitações dispensadas. No Estádio do Mineirão os funcionários entram em greve por melhores salários; o Maracanã já estourou seu orçamento preliminar para as reformas e chega a 1 bilhão; corre  boato entre as más línguas que a COPEL solicitou autorização para uma aumento na tarifa de energia cobrada da população, que será utilizado nas reformas da Arena do Atlético.
A população está consciente e comenta nas esquinas a bandalheira que se estabeleceu, mas fica nisso.
O que mais fere a dignidade de qualquer brasileiro é que foi dado à FIFA, superpoderes, e o próprio governo brasileiro não poderá interferir. A entidade agirá a seu belprazer, isso tudo com a anuência de nossos representantes deputados.
Quando o desespero bater, quando se verificar que está chegando a hora, virão as grandes empreiteiras, e todos os outros que estão de olho e dirão: Vamos executar a obra e deixá-la pronta na data prevista, mas queremos tanto.
Vai ser pago, porque o País não pode passar vergonha diante dos olhos do mundo, pensam todos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

TRABALHANDO EM BELÉM II