CURITIBA QUE MUDOU

Já na primeira noite que antecedeu o feriadão de 15 de novembro Curitiba mudou. Grande maioria dos curitibanos vai para o litoral, mas há os que ficam na cidade. O pessoal que frequentam as boates e casas noturnas.

Passam a noite bebendo e fazendo festas. Na volta para casa, já ao amanhecer, entram em seus carrões e saem pelas ruas sem respeitar sinais de trânsito, provocando acidentes e mortes. Fazem "raxas" para mostrar as qualidadeS e a força do motor. Descontrolados batem em postes ou árvores.  Muitos não conseguem fazer as curvas e invadem calçadas, derrubam muros e a coisa segue.

Numa dessas noites, os acidentes eram tantos que não havia mais ambulâncias disponíveis em Curitiba para socorrer os acidentados. Uma verdadeira loucura!

A lei que proíbe dirigir se tiver ingerido bebida alcoólica simplesmente não é respeitada. Fazem gozações com aqueles que tentam coibir tanto consumo.

A fiscalização e a segurança parecem ter perdido a batalha. Simplesmente não conseguem fazer nada.

Um conselho: se você precisar sair ao amanhecer - principalmente nas madrugadas de sexta para sábado -, em Curitiba, pense muito. Pare nos cruzamentos mesmo estando na preferencial ou em sinal verde. Se não fizer isso, você corre o risco de ser abalroado por um motorista embriagado que não respeita nada. Ele é o tal, ele pode tudo, azar de quem estiver a sua frente. Geralmente são "filhos de papai" dirigindo carrões potentes que quase nada sofrem nos acidentes.

Azar de quem morre, pois os assassinos têm dinheiro e não vão para a cadeia, nem são submetidos a julgamento, porque contratam os melhores advogados e driblam a justiça, que também está cheia de problemas.

Parece que estamos no fundo do poço.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

TRABALHANDO EM BELÉM II