OS RICOS RECLAMAM

Estive, dia desses, ouvindo um comentarista da RBS - Florianópolis, afiliada à Rede Globo, chamado Luiz Carlos Prates.
Estava fazendo um comentário sobre o congestionamento no trânsito da capital catarinense. Na sua conversa - acreditem e pasmem - encontrou um culpado: os pobres. Criticava essa classe porque ela resolveu comprar carros e está ocupando as ruas da cidade tornando-a quase que impraticável.

No seu entendimento, andar pelas ruas dirigindo aqueles carrões era um privilégio dos ricos e poderosos e os pobres não podiam estar querendo um lugar que não lhes pertencia. Além do que, só conseguem comprar veículos velhos que sempre quebram e param ocasionando mais complicação ainda.

Liberdade de imprensa, tudo bem, porém discriminação de uma classe que está conseguindo melhorar de vida, mas, em consequência, começa a complicar uma outra que se achava intocável é, no mínimo, um absurdo.
Idéias cretinas, irresponsáveis e que ferem o direito da igualdade.

Comentários

Richard marshall disse…
Ah, que os privilegiados sociais não podem se aborrecer com o transito: coitadinhos desses representantes egoístas da classe dominante. Porque não vão embora e fundam um novo país só para sí, onde não haja pobres? afirmo que não vou sentir falta deles...

Postagens mais visitadas deste blog

FLORES DE MAIO

OS MENDIGOS DE ROMA

TEMPO DE PASSEIO