OS RICOS RECLAMAM

Estive, dia desses, ouvindo um comentarista da RBS - Florianópolis, afiliada à Rede Globo, chamado Luiz Carlos Prates.
Estava fazendo um comentário sobre o congestionamento no trânsito da capital catarinense. Na sua conversa - acreditem e pasmem - encontrou um culpado: os pobres. Criticava essa classe porque ela resolveu comprar carros e está ocupando as ruas da cidade tornando-a quase que impraticável.

No seu entendimento, andar pelas ruas dirigindo aqueles carrões era um privilégio dos ricos e poderosos e os pobres não podiam estar querendo um lugar que não lhes pertencia. Além do que, só conseguem comprar veículos velhos que sempre quebram e param ocasionando mais complicação ainda.

Liberdade de imprensa, tudo bem, porém discriminação de uma classe que está conseguindo melhorar de vida, mas, em consequência, começa a complicar uma outra que se achava intocável é, no mínimo, um absurdo.
Idéias cretinas, irresponsáveis e que ferem o direito da igualdade.

Comentários

Richard marshall disse…
Ah, que os privilegiados sociais não podem se aborrecer com o transito: coitadinhos desses representantes egoístas da classe dominante. Porque não vão embora e fundam um novo país só para sí, onde não haja pobres? afirmo que não vou sentir falta deles...

Postagens mais visitadas deste blog

O MANEZINHO E O COLEIRINHA

FLORES DE MAIO

LEMBRANDO MINHA IRMÃ